• 08 JUN 15
    • 0
    Conheça os segredos do laser na saúde bucal

    Conheça os segredos do laser na saúde bucal

    Os benefícios, as dicas e os segredos do laser.

     

    O laser vem sendo utilizado cada vez mais no tratamento dentário. É uma luz com características específicas que atua sobre os tecidos da boca e dos dentes trazendo inúmeros benefícios.

    Os lasers são classificados em laser de alta intensidade e laser de baixa intensidade. Ambos podem ser utilizados no dia a dia de diversos procedimentos clínicos na odontologia, desde que o dentista seja habilitado e tenha o conhecimento para utilizá-los corretamente.

    Os lasers de alta intensidade têm a capacidade de cortar a mucosa e a gengiva com precisão e sem sangramento, substituindo o bisturi nas cirurgias da boca. Em muitos casos, nos quais o paciente aparenta ter dentes pequenos e curtos, mostrando excessivamente a gengiva durante o sorriso, o laser remove essa gengiva deixando os dentes com aspecto mais alongado e um sorriso perfeito.

    Além disso ainda, o laser de alta intensidade remove completamente a cárie e elimina as bactérias do dente, evitando o crescimento das bactérias e a formação de uma nova cárie debaixo da restauração. Existem vários lasers de alta intensidade e cada um tem uma indicação correta de uso, de acordo com o procedimento que o dentista irá realizar.

    Os lasers de baixa intensidade, são lasers que não cortam os tecidos da boca, mas apresentam ação analgésica, anti-inflamatória e aceleram a reparação de feridas. Portanto, são bastante utilizados para o alívio da dor e para acelerar o processo de cura de lesões como as aftas, herpes e mucosites (lesões semelhantes às aftas, porém bem maiores, que surgem na mucosa da boca e na língua em pacientes que se submeteram ao tratamento de câncer por meio da quimioterapia.

    Preocupados com a estética do sorriso e com o bem estar do paciente, o dentista pode evitar a dor após o clareamento dental, aplicando o laser de baixa intensidade sobre os dentes, ou sobre a gengiva ou mucosa, após cirurgias.

    Nas infecções da gengiva (periodontite); de canais radiculares (tratamento de canal); das lesões de herpes e das lesões do canto dos lábios (candidíase), as bactérias, os fungos e os vírus presentes nessas lesões podem ser totalmente eliminados com o uso do laser de baixa intensidade associado a um corante específico. Dessa maneira, o tratamento dentário com o laser pode, em muitos casos, substituir o uso de antibióticos.

    Imaginem o benefício de tratar as infecções da boca sem que o paciente tenha que tomar antibióticos e consequentemente, sem que ele sinta os efeitos colaterais da medicação.

    Conclusão

    Sem dúvida alguma, o laser tornou-se um grande aliado no tratamento dentário e o profissional que investe na compra de um equipamento laser e no conhecimento de sua utilização correta, é um dentista que se preocupa com o bem estar e o conforto do seu paciente.

    Se esse texto foi útil para você comente conosco. →

Deixe um comentário

Cancel reply

Photostream