• 07 MAIO 18
    • 0
    Clareamento Dental valoriza e melhora a Autoestima [Guia Definitivo]

    Clareamento Dental valoriza e melhora a Autoestima [Guia Definitivo]

    O Clareamento Dental ajuda a melhorar a nossa autoestima no dia a dia

    Quem não quer ter um sorriso bonito? 

    Existem mais de 60 500 mil buscas mensais no Google para palavra “Clareamento Dental”; 49 500 mil para a palavra “Lente de Contato Dental” e mais 27 100 mil para palavra “Como Clarear os Dentes”.

    Todas essas pessoas estão procurando valorizar e melhorar sua autoestima através de um sorriso bonito e saudável.

    A SG Odonto acha importante esclarecer, através da informação, como você pode manter uma imagem positiva através do sorriso.

    Como você pode manter e clarear os dentes

    A técnica adequada de escovação realizada três vezes ao dia (após o café da manhã, almoço e jantar) associada ao uso adequado de fio dental e de antisséptico bucal é infalível na conquista de um sorriso saudável.

    No entanto, para a obtenção de um sorriso estético, perfeito e harmônico, muitas vezes, é preciso recorrer a um tratamento dentário.

    Um belo sorriso é sem dúvida alguma, o foco de atenção da estética facial, é a melhor maneira de expressar a alegria e de demonstrar uma elevada autoestima e autoconfiança.

    Para um sorriso perfeito é preciso que haja uma harmonia entre alguns fatores essenciais, tais como, gengiva saudável, dentes claros, sem manchas, com forma ideal e tamanhos proporcionais para cada tipo de rosto e que estejam bem posicionados no arco dental.

    Essas características estão ao alcance de todos e não são privilégio apenas dos artistas que se expõe na mídia.

    Moça na cadeira do dentista numa consulta

    Aparelhos Ortodônticos

    Hoje o tratamento dentário, graças ao desenvolvimento e a evolução de novos materiais odontológicos e o conhecimento de suas técnicas de utilização, possibilita o alcance da estética em dentes mal posicionados, irregulares, escurecidos, manchados ou ainda, com espaços entre os dentes (diastemas).

    Um dos fatores responsáveis pelo mal posicionamento dos dentes de pacientes adultos pode ser atribuído à falta de uso de aparelhos ortodônticos durante a infância/adolescência, à perda precoce de dentes decíduos e permanentes causadas pelas lesões de cárie.

    Os aparelhos ortopédicos e ortodônticos instalados precocemente nos pacientes jovens direcionam a erupção dos dentes permanentes para a posição correta no arco e podem ainda, evitar o crescimento descontrolado dos ossos da mandíbula e da maxila que ocasiona a desarmonia na estética facial (mandíbula projetada para frente ou maxila de tamanho reduzido).

    Da mesma maneira, a perda precoce dos dentes pode ser evitada com as consultas frequentes ao dentista que poderá diagnosticar as cáries no início da lesão e trata-las com procedimentos clínicos minimamente invasivos, além de orientar e controlar a higiene bucal e a alimentação do paciente.

    Entretanto, em alguns casos, tratados com sucesso, de acordo com os critérios ortodônticos, podem não resultar na estética final do sorriso, exigindo ainda, outros tratamentos complementares.

    A Estética do Sorriso Ideal

    Fatores como o tamanho, forma, posição, alinhamento e a cor dos dentes determinam a harmonia e a simetria em relação à gengiva e os lábios.

    Dessa maneira, criam um sorriso ideal e atraente que promove o bem-estar e autoestima, melhorando a qualidade de vida do paciente.

    A estética do sorriso pode ser estabelecida com tratamentos conservadores, apenas com a profilaxia (remoção de manchas e tártaros) e clareamento dental; com tratamentos minimamente invasivos por meio de restaurações em resina composta ou por meio da cimentação de lentes de contato sobre a superfície do esmalte (consistem em lâminas de cerâmica extremamente finas).

    Ou ainda, com tratamentos mais invasivos por meio de preparo protético (desgaste e redução da estrutura dental) para a cimentação de coroas, onlays, inlays e facetas em cerâmica, confeccionadas em laboratório de prótese.

    dentista-sorriso-com-espelhinho-vendo-dentes-branquinho

    Clareamento Dental

    O clareamento dental consiste em um procedimento clínico conservador com o qual o paciente obtém dentes mais claros sem a necessidade de uma intervenção restauradora ou protética.

    O clareamento é indicado para aqueles pacientes que desejam ter dentes mais claros.

    Existem três técnicas de clareamento dental: que o dentista realiza em consultório; que o paciente realiza em casa, ou a mista (consultório e caseiro).

    No clareamento em consultório, o dentista aplica o gel de peróxido de hidrogênio de 10 a 38%, durante o tempo de 15 a 50 minutos de acordo com a concentração.

    Na técnica do clareamento caseiro, o paciente aplica o gel de peróxido de carbamida ou de peróxido de hidrogênio de concentrações que variam de 6 a 22%, sobre uma moldeira individualizada, colocada sobre no arco dental durante um tempo que varia de uma a três horas, dependendo da concentração.

    O peróxido de hidrogênio e o peróxido de carbamida são agentes oxidantes que se dissociam liberando radicais de oxigênio reativo com baixo peso molecular, permeáveis ao esmalte dental, penetram no interior do esmalte e da dentina alcançando as regiões com os pigmentos.

    Através do processo de oxidação, a liberação do oxigênio reativo quebra os pigmentos (cadeias carbônicas extensas em cadeias menores incolores e mais solúveis), que são eliminados do interior dos dentes por difusão.

    É comum os pacientes responderem de maneira diferente ao tratamento clareador

    Alguns respondem favoravelmente já na primeira sessão, outros necessitam de um número maior de sessão para se chegar ao tom desejado.

    A capacidade de difusão do peróxido e a consequente quebra dos cromóforos (manchas), ou seja, o resultado mais ou menos favorável do clareamento depende de alguns fatores como a espessura e natureza da estrutura dental, do grau de permeabilidade dental, tempo de aplicação e concentração do gel.

    Vale lembrar que o paciente não deve ingerir alimentos e bebidas com corantes ou que sejam ácidos (com pH baixo), durante o clareamento e até dez dias após o término do tratamento.

    Os fumantes não apresentam bons resultados no clareamento.

    O clareamento dental em consultório começou a ser realizado em 1860 com produtos à base de cloro e aplicação de calor.

    A técnica caseira foi preconizada na década de 80 e vem evoluindo graças ao desenvolvimento de produtos mais eficientes com concentrações maiores de peróxido de carbamida ou de concentrações adequadas de peróxido de hidrogênio que exigem cada vez menos tempo de uso pelo paciente em casa.

    A adição de cálcio na composição dos géis inibe a desmineralização do esmalte e reduzem significativamente a dor pós clareamento dental.

    Vale lembrar que todo clareamento realizado na técnica caseira deve ser monitorado pelo dentista, pois o uso indevido pode causar danos às estruturas dos dentes.

    dentista-sorriso-com-espelhinho-vendo-dentes-branquinho

    Causas do escurecimento dental

    Embora os dentes possam apresentar-se naturalmente amarelados, a alteração de cor pode ocorrer devido o avanço da idade, por traumas ou por dieta rica em pigmentos, pela ingestão de alguns antibióticos e pelo excesso de flúor (fluorose), ou ainda, pelo uso frequente de nicotina.

    O uso de Tetraciclina dependendo da dose e frequência de ingestão e da fase do desenvolvimento do dente, pode causar diferentes níveis de manchas no dente.

    Esse antibiótico interage com os tecidos mineralizados, como o osso e o dente, formando moléculas com cadeias carbônicas extensas e complexas, causando a mancha dental.

    A fase de interação desse antibiótico com o tecido mineralizado do dente decíduo (dente de leite) ocorre entre os 4 meses intrauterina a 5 meses de vida, e nos dentes permanentes de 4 meses a 7 anos.

    As alterações da cor dos dentes produzidas pela ingestão da medicação antes da sua erupção, ou seja, durante o desenvolvimento do dente, são mais intensas e são classificadas de acordo com a severidade em grau I ao grau IV, enquanto que as manchas produzidas pela a ingestão do antibiótico após a erupção dental, são mais brandas, e ocorrem pela afinidade da tetraciclina com as proteínas da polpa dental.

    Para os casos de fluorose e aqueles causados por ingestão de antibióticos citados acima, o clareamento é realizado apenas para diminuir o grau do manchamento, pois para um resultado efetivo, é preciso um tratamento complementar por meio de facetas e coroas em cerâmica, as quais são indicadas para mascarar a coloração indesejada dos dentes naturais.

    Lentes De Contato Dental

    São lâminas ou fragmentos confeccionados em cerâmica, de espessuras extremamente finas, coladas na superfície do esmalte do dente, melhoram a aparência do sorriso corrigindo pequenas alterações de posição, cor, tamanho, forma e textura dos dentes. As lentes de contato de resina tendem a escurecer com o tempo e as de cerâmica, além de apresentar textura e aparência muito semelhantes aos dentes naturais, não sofrem alteração de cor desde que sejam coladas com cimentos resinosos adequados, seguindo rigorosamente as suas técnicas de uso.

    Indicação Das Lentes De Contato

    moça-saindo-de-dentro-da-água-sorrindo

    As lentes de contato e os fragmentos de cerâmica podem ser indicados para fechamento de espaços entre os dentes (diastemas), para alinhar dentes mal posicionados ou irregulares, para devolver a estética de dentes quebrados, lascados, desgastados, curtos, para dentes com ligeiro escurecimento, para dentes com a presença de várias restaurações de resina composta e para os dentes que apresentam defeito de esmalte.

    Contraindicação: As lentes de contato apresentam algumas limitações

    Não são indicadas para restabelecer a estética do sorriso, cujos dentes apresentam um alto grau de escurecimento, causado pela ingestão de tetraciclina durante a sua formação, por excesso de flúor (fluorose), ou ainda, por tratamento de canal inadequado.

    As lentes de contatos dentais são muito finas, translúcidas e não mascaram essas imperfeições.

    Nesses casos, a confecção de uma faceta ou uma coroa em cerâmica que tem uma espessura maior, permite mascarar adequadamente o escurecido intenso.

    Dentes com elevado grau de desalinhamento são encaminhados inicialmente para um tratamento ortodôntico e depois, se houver necessidade, corrigir a estética com lentes de contato, facetas ou coroas.

    As lentes dentais não são indicadas para dentes fragilizados com a presença de restaurações extensas de resina, para indivíduos que apertam e/ou rangem os dentes e para os que apresentam doenças periodontais e/ou cáries ativas.

    Vantagens das lentes de contato

    São estruturas de cerâmica extremamente finas, de aproximadamente 0,2mm.

    Em muitos casos, não é feito o desgaste do dente, porém quando há a necessidade do preparo dental, esse é realizado a partir de desgastes mínimos do esmalte.

    As lentes de cerâmica apresentam textura e aparência muito semelhantes aos dentes naturais, são altamente estéticos e após cimentadas no esmalte tornam-se imperceptíveis.

    São biocompatíveis com os tecidos moles pois não causam inflamação e são bem toleradas pelo tecido gengival e pela mucosa.

    Desvantagens

    As lentes de contato quando se fraturam ou lascam, devem ser refeitas, pois não são passíveis de reparo.

    Apresentam um custo relativamente alto, pois são estruturas confeccionadas em laboratório e por serem extremamente finas, são friáveis antes da sua cimentação e podem sofrer fraturas com facilidade no manuseio durante a sua confecção.

    Conclusão

    Vale ressaltar que o sucesso do tratamento estético, ou seja, a durabilidade dessas restaurações em cerâmica, depende da habilidade do dentista em realizar um bom diagnóstico e plano de tratamento, entender as expectativas do paciente, conhecer os cimentos e suas técnicas de uso para a colagem adequada dessas lentes de contato, e contar com um bom técnico de prótese dental.

    Se esse texto foi útil para você comente conosco. →

Photostream